Venha treinar voleibol no Centro Olímpico!
jb-volei
  • Peneiras – 27 de Janeiro às 14h – Categorias Sub-13 Iniciação e Sub-14 – Pré Mirim (2003/2004/2005).
  • Peneiras – 27 de Janeiro às 16h – Categorias Sub-15 – Mirim (2002).
  • Peneiras – 28 de Janeiro às 14h30 – Categoria Sub-19 – Infanto Juvenil (1998/1999).
  • Peneiras – 28 de Janeiro às 16h30 – Categoria Sub-21 – Juvenil (1996/1997).
  • Peneiras – 29 de Janeiro às 14h30 – Categoria Sub-17 – Infantil (2000/2001).
  • Escolinha Voleibol – Público-alvo: meninos nascidos entre 2000 e 2005.
  • Sem Inscrição para escolinha da manhã.
  • É obrigatório estar estudando na rede pública ou particular.
  • Para mais informações sobre as peneiras do voleibol e das outras modalidades, clique aqui.
No Centro Olímpico, os treinamentos de voleibol acontecem nos dias e horários abaixo:
Iniciação – 2ª, 4ª e 6ª feira – 08h30 as 10h30
Pré-Mirim (Sub-14) – 2ª, 4ª e 6ª feira – 14h30 as 18h30
Mirim (Sub-15) – 2ª, 3ª, 4ª e 6ª feira – 14h30 as 18h30
Infantil (Sub-17) – 2ª, 4ª, 5ª e 6ª feira – 14h30 as 18h30
Infanto-Juvenil (Sub-19) – 2ª a 6ª feira – 14h30 as 18h30
<strong>Hoércio</strong>
HoércioTreinador
Técnico Iniciação
<strong>André Vicente</strong>
André VicenteTreinador
Supervisor Técnico Técnico Infantil 
<strong>Renato Valadão</strong>
Renato ValadãoEstagiário

Voleibol (chamado frequentemente no Brasil de Vôlei) é um desporto praticado numa quadra dividida em duas partes por uma rede, possuindo duas equipes de seis jogadores em cada lado. O objetivo da modalidade é fazer passar a bola sobre a rede de modo a que esta toque no chão dentro da quadra adversária, ao mesmo tempo que se evita que os adversários consigam fazer o mesmo. O voleibol é um desporto olímpico, regulado pela Fédération Internationale de Volleyball (FIVB).

O voleibol foi jogado pela primeira vez nos Jogos Olímpicos em 1924, como parte de um evento especial onde foram apresentados esportes americanos. Apenas após a Segunda Guerra Mundial, todavia, começou-se a considerar a possibilidade de adicioná-lo ao programa das Olimpíadas, sob a pressão da recém-formada Federação Internacional (1947) e algumas das confederações continentais. Para angariar apoio para esta proposta, foi organizado em 1957 um torneio-exibição durante a 53ª sessão do COI em Sófia, Bulgária. A competição foi um sucesso, e o esporte foi oficialmente introduzido em 1964.

O torneio olímpico de voleibol era originalmente uma competição bastante simples, com formato semelhante ao que é empregado até hoje na Copa do Mundo: cada time disputava uma partida contra todos e o vencedor era aquele com maior número de vitórias ou, em caso de empate, um maior set average ou point average. A principal desvantagem deste sistema – usualmente denominado confronto direto ou round-robin – é que os vencedores podiam ser determinados antes do final da competição, o que fazia o público perder o interesse nos jogos remanescentes.

Para resolver este problema, a competição foi dividida em duas fases: uma “rodada final” foi introduzida, com quartas-de-final, semifinais e finais. Desde sua criação em 1972, este novo sistema tornou-se o padrão para os Jogos Olímpicos e passou a ser usado em outros esportes, no chamado “formato olímpico”

O número de times disputando os jogos também cresceu em ritmo constante desde 1964. Desde 1996, 12 equipes tem participado do torneio, tanto no masculino e no feminino. Cada uma das confederações continentais de voleibol é representada por no mínimo uma equipe nas Olimpíadas.

Brasil, Japão e União Soviética são as únicas nações que conquistaram o ouro tanto no masculino quanto no feminino. O Brasil ainda é o único país que possui o ouro tanto no voleibol masculino e feminino de quadra quanto no voleibol masculino e feminino de praia.

O voleibol nos Jogos Olímpicos existe desde 1964, quando o esporte foi incorporado oficialmente ao programa olímpico. A partir de Atlanta 1996 também foi introduzido o voleibol de praia.

Fonte: Wikipedia